A higienização hospitalar é um dos requisitos de certificação ONA, que desempenha a função de qualificar os serviços prestados, obter domínio de mercado e consequentemente atrair pacientes devido à regularização dos procedimentos.

O que é a ONA?

Fundada em 1999, a Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma corporação privada sem fins econômicos constituída por organizações da área da saúde em parceria com o Ministério da Saúde que determina normas e regulamentos para qualificar e coordenar hospitais, consultórios e ambulatórios de acordo sua eficiência e estrutura.

Considerada como o selo de qualidade mais relevante no segmento da saúde, o processo de acreditação da ONA estabelece procedimentos internos para o alcance da eficiência no atendimento, assistência e higienização prestados pelos hospitais.

Como Funciona a ONA?

O acompanhamento e avaliação da acreditação são feitos por especialistas das Instituições Acreditadoras Credenciadas (IACs) coordenadas e supervisionadas pela ONA com objetivo de atestar o índice de habilidade e rapidez dos processos internos.

São avaliados índices como:

  • limpeza terminal, centro cirúrgico,
  • qualidade do atendimento,
  • segurança do ambiente,
  • risco de contaminação,
  • controle de infecção,
  • higienização sanitária do espaço.

Outro ponto a ser considerado como parte da acreditação é buscar equilíbrio em todas áreas do hospital como administrativa, tecnológica, médica, assistencial, financeira e laboratórios.

Exigências de Higienização Hospitalar da ONA

Na higienização, existem detalhes importantes a serem avaliados que mudam completamente o atendimento da empresa terceirizada. Entenda o porquê.

Por ser um ambiente extremamente vulnerável, propenso à infecções e transmissões de doenças por meio de bactérias e vírus, a higienização hospitalar é muito importante e deve ser feita diariamente com cuidado para assegurar a saúde e bem-estar dos pacientes, colaboradores e familiares.

A ONA segue orientações gerais determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o uso correto de produtos ao realizar a limpeza na ambiente hospitalar.

De acordo com a Anvisa, a cartilha “Segurança do paciente em serviços de saúde: Limpeza e desinfecção de superfícies” pressupõe que:

● Deve ser exigido do fornecedor a comprovação de que o produto de limpeza está notificado ou registrado na Anvisa com as características básicas de aprovação e, se necessário, no caso de produtos com ação antimicrobiana, laudos dos testes e laudo técnico do produto;

● O serviço de saúde também poderá se certificar da regularidade do produto consultando o site da Anvisa, tanto para produtos registrados quanto para produtos notificados;

● Nunca varra superfícies a seco, pois esse ato favorece a dispersão de microrganismos, que são veiculados pelo pó. Utilize a varredura úmida, que pode ser realizada com rodo e panos de limpeza de pisos;

● Para a limpeza de pisos, devem ser seguidas as técnicas de varredura úmida, ensaboar, enxaguar e secar;

● Todos os equipamentos, inclusive os baldes, deverão ser limpos a cada término da jornada de trabalho;

● Os panos de limpeza de piso e panos de mobília devem ser preferencialmente encaminhados à lavanderia para processamento ou lavados manualmente.

Os Benefícios da ONA para o Hospital

Entenda por qual motivo um hospital deve deter a acreditação e ter seus fornecedores adequados a ela.

Para as instituições hospitalares os benefícios em integrar o sistema ONA consiste em:

  •  Aumento da credibilidade e decisão estratégica;
  • Garantia de um programa interno de qualificação contínua;
  • Reconhecimento no mercado;
  • Higienização Hospitalar adequada;
  • Garantir segurança e qualidade de metodologias assistenciais de saúde aos pacientes e profissionais de acordo com as necessidades legais;
  • Atendimento completo (chamada pelo nome completo do paciente, por exemplo);
  • E principalmente, satisfação do cliente.

Já para os profissionais, as vantagens em exercer os procedimentos da ONA são:

  • Diferencial para um processo seletivo;
  • Capacitação para o mercado da saúde atual;
  • Possuir atividades definidas e padronizadas;
  • Segurança e organização.

As melhorias podem ser percebidas na gestão organizacional, estabelecendo condições adequadas de equipamentos e instalações garantindo a segurança dos profissionais e pacientes.

Portanto, a certificação ONA conscientiza sobre a importância da qualidade e segurança no ambiente bem como o valor de como uma limpeza deve ser realizada de maneira correta.

Para hospitais, ambientes laboratoriais e clínicas é fundamental uma empresa terceirizada de limpeza, com experiência e conhecimentos na higienização hospitalar e exigências ONA, para garantir a melhor aplicabilidade e segurança do paciente.

Uma certificação ONA pode trazer a confiança que o paciente precisa para determinar a escolha do local de tratamento.