(11) 4331-1736 | (11) 4332-8913 delucaservicos@delucaservicos.com.br

BLOG

Lavar Bem as Mãos é o Primeiro Passo para Conter a Infecção Hospitalar, manter as mãos e unhas sempre limpas é uma iniciativa simples, mas que garante a proteção contra várias doenças.

Para quem atua na área da saúde, especialmente em hospitais, a higienização das mãos deve se tornar um hábito pelas altas chances de infecção hospitalar, um problema que permeia quase todas as instituições de saúde.

Os micro-organismos, bactérias e vírus capazes de causar infecções relacionadas à assistência de saúde são transmitidos pelo contato direto (com as mãos) ou indireto (toque em superfícies e objetos).

A higienização correta é a maneira mais eficaz para a prevenção de doenças. No ambiente hospitalar, o cuidado e atenção devem ser redobrados para promover a segurança dos pacientes e dos profissionais que ali atuam.

A importância de higienizar as mãos corretamente

As mãos são os principais meios de transmissão de bactérias e micróbios que podem causar riscos à saúde. O hábito de lavar as mãos após contato direto ou indireto com objetos, pessoas ou superfícies é reconhecido mundialmente por ser a medida primária fundamental para a prevenção de infecção hospitalar.

            Em hospitais, clínicas e laboratórios é indispensável higienizar as mãos ao entrar e sair no quarto do paciente, para não transferir as bactérias de uma atmosfera para outra. Em casos de higienização do paciente, deve-se sempre lavar as mãos antes ou depois do contato.

A higienização das mãos pode ser feita de maneira eficaz a partir do uso de:

  • Água e sabão;
  • Soluções de álcool em gel.

Para garantir uma desinfecção adequada, é necessário utilizar produtos de qualidade, uma quantidade ideal dedicando poucos segundos para a finalização da limpeza.

Como higienizar as mãos corretamente?

De maneira simples, a higienização correta com água e sabão é feita da seguinte forma:

  • Aplique sabonete líquido na palma da mão e ensaboe friccionando-as entre si;
  • Esfregue as mãos, entre os dedos e sob as unhas;
  • Enxague bem as mãos e seque-as com papel absorvente ou toalha limpa.

Já com soluções em álcool em gel, o processo é semelhante:

  • Aplique o álcool em gel na palma da mão e friccione-as entre si;
  • Esfregue as mãos, entre os dedos e sob as unhas;
  • Espere secar.

Um dos erros mais comuns na hora de higienizar as mãos, é não retirar acessórios como anéis e pulseiras, uma vez que há acúmulo de micro-organismos sob esses objetos.

A quantidade adequada dos produtos vai de acordo com o tamanho da mão, ou seja, o ideal é cobrir a superfície da palma da mão. Vale lembrar que, os dois procedimentos levam pouco menos de 1 minuto.

Conjunto de risco

Qualquer pessoa está sujeita a contrair doenças em ambientes hospitalares. Porém, pacientes de Unidades de Tratamento Intensivo, transplantados, quem passou por uma cirurgia, portadores de deficiência crônica de imunidade como diabetes e doenças autoimunes, idosos, crianças e recém-nascidos, por terem saúde mais frágil são mais propensos às infecções relacionada à assistência à saúde.

Prevenção

Higienizar as mãos de maneira adequada garante a saúde e bem-estar de todos que frequentam hospitais, como visitantes, acompanhantes, equipe de saúde e principalmente os pacientes.

As transmissões de doenças infecciosas podem ocorrer através das mãos dos profissionais e dos materiais utilizados nos tratamentos com os pacientes. Portanto, uma das formas de prevenir qualquer tipo de doença infecciosa em ambiente hospitalar é a conscientização.

Descontaminar as mãos antes e após o atendimento de cada paciente, ao entrar e sair de um hospital são práticas simples que garante mais qualidade de vida para todos.

 

Saiba mais um pouco sobre o serviço de Higienização Hospitalar!