Conheça o Fungo Candida Auris Letal que preocupa médicos e especialistas de todo o mundo.

Recém- descoberto, o fungo Candida Auris tem se espalhado pelo mundo e sido motivo de grande preocupação entre médicos e especialistas de saúde pública, devido sua resistência em praticamente todos os medicamentos existentes.

De acordo com informações do jornal americano The New York Times, o fungo infecta o sistema imunológico debilitado de pacientes internados em hospitais e pode ser confundido com vários tipos comuns de Candida.

Em mais de 30 países, foram identificados casos de infecção com o fungo nos últimos anos. Exemplo disso, é o surto do c. auris na UTI neonatal da Venezuela e sua disseminação em hospitais da Espanha, Índia, África do Sul e Paquistão . Já os Estados Unidos entrou na para a lista de “Ameaças Urgentes” após um paciente ser vítima fatal do fungo no hospital Mount Sinai.

Ação e Resistência do Fungo Candida Auris no Mundo

Em maio de 2018, no Hospital Mount Sinai no Brooklyn, um homem idoso deu entrada para realizar uma cirurgia abdominal e por meio do exame de sangue, foi detectada a infecção pelo fungo. Com isso, os médicos encaminharam o paciente ao isolamento na unidade de tratamento intensivo.

Após 90 dias o idoso faleceu no hospital, mas o fungo resistiu. Testes comprovaram que o fungo estava por toda parte do quarto do paciente. Isso porque o c.auris possui capacidade de se proliferar rapidamente pelo ambiente e se infiltrar em lugares inusitados.

Foi preciso utilizar equipamentos especiais de limpeza para remover qualquer vestígio e realizar uma higienização profunda em portas, paredes, cortinas e mobília do leito, segundo Dr. Scott Lorin, presidente do hospital.

Embora o Brasil ainda não tenha sido registrado nenhum caso de infecção com o c. auris, existe a possibilidade do fungo estar presente no país sem o conhecimento de ninguém, em razão de não haver uma vigilância especializada.

Com isso, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, declarou que o projeto de implantação de um sistema de vigilância de fungos está sendo criado pelo Ministério da Saúde.

O que é Candida Auris?

Identificado pela primeira vez em 2009, o fungo pode causar infecções na corrente sanguínea através do ouvido e também machucados em outras partes do corpo. Os sintomas mais comuns são febre, fadiga e dores. O diagnóstico é feito a partir de amostras de sangue e fluidos, e se não tratada devidamente, pode levar o paciente a óbito.

O tratamento da infecção causada pelo fungo, é um fato preocupante.Uma vez que, o fungo desenvolve forte imunidade à inúmeros medicamentos antifúngicos e antibióticos. Diante essa problemática, é necessário aumentar a dosagem e buscar alternativas de medicação para erradicar o fungo do organismo.

Remoção do Fungo Candida Auris em Ambientes de Saúde

O contágio pelo fungo pode ocorrer por superfícies contaminadas, de pessoa para pessoa ou ainda, por materiais e equipamentos hospitalares, como medidor de pressão, termômetros, macas e estetoscópios, por exemplo.

Diante essa facilidade de transmissão, há dificuldade na remoção total do fungo candida auris em hospitais devido a sua sólida aderência no ambiente. Assim sendo, a higienização deve ser feita com equipamentos especiais e profissionais capacitados para eliminar qualquer indício de fragmento no local.

A medida preventiva mais eficiente em hospitais é a limpeza adequada. Isso dificulta a proliferação do fungo pelos ambientes, impede o contágio direto ou indireto com o candida auris e o mais importante: preserva a saúde de todos.