Entenda a importância da Usina de Plasma para o tratamento de lixo

Diante o alto nível de produção e consumo, tornou-se necessário encontrar alternativas eficazes para o descarte de lixo industrial e doméstico. Uma solução interessante para essa problemática é a usina de plasma.

Segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF, sigla em inglês), o Brasil é considerado o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, registrando cerca de 11 milhões de toneladas por ano. Deste total, apenas 1% é reciclado.

O mais curioso é que cada brasileiro gera 1 kg de lixo plástico por semana e aproximadamente 2,4 milhões de toneladas são descartadas de maneira irregular.

Mas afinal, qual o papel da usina de plasma para este problema tão sério?

O que é Plasma?

De acordo com os campos de conhecimento da Física e da Química, o plasma é o quarto estado da matéria que se apresenta geralmente em três estados: sólido, líquido e gasoso.

Suas moléculas se agrupam de forma diferente em cada um desses estados. Isso porque, a condição da matéria é dada a partir da energia que está acumulada em si.

Por ser um ótimo condutor elétrico, o plasma supera até mesmo o cobre devido à sua interação com campos magnéticos. Ação incomum entre os gases.

Por ser similar ao gás, o plasma não é cientificamente detectável devido ao baixo nível de densidade.

Ou seja, o plasma é um ótimo condutor elétrico, pois supera até mesmo o cobre devido à sua interação com campos magnéticos. Ação incomum entre os gases.

Um exemplo prático disso é…

Imagine que um cubo de gelo está recebendo energia em forma de calor.

Após determinado tempo, essa matéria irá se transformar em líquido e depois de mais um certo período, esse líquido irá se alterar em gás.

Se esse fornecimento de energia continuar, o gás irá se condensar em plasma.

O mais interessante é que as moléculas do plasma se constituem pela ionização dos átomos, que ao receberem tanto valor energético, desprendem os elétrons de seu núcleo.

Como Funciona a Transformação do Lixo como Energia em uma Usina de Plasma?

O processo de tratamento de resíduos através da tecnologia de plasma é feito por meio de um sistema fechado e devidamente isolado para transferir energia a toda matéria que será transformada em plasma.

Ao finalizar a introdução energética nos lixos, os íons desenvolvidos formam gases e a energia necessária para a sua ramificação.

Esses gases são compostos por diversos outros átomos, capazes de formar outros gases que são filtrados e direcionados à uma turbina a gás, que realiza a mutação de energia térmica em mecânica e consequentemente, para a eletricidade.

O resultado será um plasma composto por gás ionizado de inúmeros categorias de elementos químicos.

Perante a alta temperatura que o gás sai da turbina, ele acaba passando por oscilações de calor nas quais aquece a água, transformando-a em vapor para alimentar uma turbina a vapor de água com o objetivo de conversão de energia até a energia elétrica conforme a mesma premissa da turbina a gás.

A tecnologia de usina de plasma é considerada um importante recurso para o tratamento de resíduos sólidos no desenvolvimento sustentável.

A usina de plasma pode ser uma excelente alternativa caso haja o compromisso de organizações, órgãos públicos e sociedade em geral para um sistema mais econômico e sustentável se comparado aos modelos atualmente aplicados.

Os Benefícios da Tecnologia da Usina de Plasma

Os principais benefícios que uma usina de plasma pode oferecer são:

  • Preservação do meio ambiente;
  • Redução nas emissões de gás metano;
  • Produção de resíduos recicláveis;
  • Retirada de elementos que colaboram para o aquecimento global;
  • Uso da eletricidade e do ar como combustíveis, entre outros.

 

Portanto, a usina de plasma é capaz de fornecer energia limpa ao mesmo tempo que limita o lixo acumulado em áreas urbanas.