Entenda o impacto de uma higienização adequada em hospitais, segundo o Manual de Higiene e Limpeza Hospitalar.

 

Atualizado em 2019, o Manual de Higiene aborda as principais medidas preventivas contra a ação microbiana em hospitais e clínicas médicas.

Higienizar corretamente os ambientes hospitalares é de extrema importância para a eliminação de agentes infecciosos e nocivos à saúde humana.

O documento visa complementar o manual “Segurança do paciente em serviços de saúde: limpeza e desinfecção de superfícies”, publicado em 2012 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

A proliferação ambiental de bactérias é um grande problema que atinge tanto o espaço hospitalar, quanto os locais fora dele.

Saiba a importância em cumprir com os procedimentos obrigatórios para uma higienização hospitalar eficiente.

Continue lendo o artigo e saiba mais sobre as diretrizes do manual de higiene!

 

O que diz o Manual de Higiene e Limpeza em Ambientes Hospitalares?

Por se tratar de uma estrutura ocupada por pacientes com inúmeros tipos de patologias – sejam elas crônicas, transmissíveis e virais -, o hospital torna-se vulnerável a disseminação de microrganismos resistentes.

Aperfeiçoar a rotina de limpeza e desinfecção dos espaços é indispensável para impedir o aumento de agentes contagiosos no chão, paredes, portas, mesas, leitos e até mesmo no ar.

Com isso, foi preciso elaborar um documento oficial elencando as Melhores Práticas para Higiene e Limpeza em Ambiente Hospitalar.

O manual de higiene tem por finalidade orientar os profissionais das instituições de saúde sobre o impacto da vigilância nos processos executados de colaboradores terceirizados responsáveis pela limpeza hospitalar.

Além disso, o documento serve para acrescentar conhecimento sobre os procedimentos e viabilizar assim, maior segurança em ambientes em que o risco de contaminação é potencialmente superior.

 

Diretrizes do Manual de Higiene e Limpeza

Desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, o manual de higiene aborda as seguintes temáticas:

  1. Ambiente e risco para transmissão de microrganismos
  2. Planejamento e gerenciamento do serviço de higiene hospitalar
  3. Considerações durante a seleção de mobília, acabamentos e revestimentos
  4. Princípios e normas gerais de limpeza e desinfecção de superfícies
  5. Higiene e limpeza em áreas de assistência especializadas.

Quando realizada adequadamente, a higienização contribui para a eficiência do atendimento, proporcionando conforto e bem-estar aos pacientes e profissionais atuantes na instituição.

Deseja saber detalhadamente sobre as melhores práticas de limpeza em hospitais?

Acesse aqui o “Manual de Higiene para Ambientes Hospitalares

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WhatsApp Solicite seu orçamento